Reflexões

Quantas vezes te olhas ao espelho e não vês? Não vês aquele ser que és. Apenas vês um monte de defeitos, problemas e frustrações. Outras vezes nem te atreves a olhar o espelho. Penteias o cabelo mecanicamente e segues a tua vidinha. És o ser mais incrível deste planeta. Quando é que decides olhar-te ao espelho e ver?

Não te fiques a sentir mal só porque leste estas palavras e elas te dizem muito. Foste ensinado a viver assim, a ouvir as coisas menos boas e a seres chamado à atenção por aquilo que fizeste de errado. Mas há tanta coisa boa em ti. Só tens que reprogramar o teu cérebro.

Tu não és só essa cara e esse corpo, tu és vida. E mesmo essa cara e esse corpo são belos, principalmente quando te permites e gostar um pouco mais de ti. A beleza também vem de dentro e quando és belo por dentro transparece por fora.

É importante valorizares quem és e aceitares que és merecedor do amor dos outros e do teu. Já te questionaste o que é que aquele ser viu em ti, porque é que se apaixonou por ti? Se tu não vês aquilo que ele vê? Há ligações que não se explicam, pelo menos aos olhos das explicações lógicas. Aceita que é possível seres amado.

Nunca te esqueças do ser maravilhoso que és e se estás aqui, se estás na vida de alguém é porque tens algo a aprender e a ensinar. Valoriza-te por aquilo que és, pelo ser único em que te transformaste.

Deixe uma resposta

Guida Guardado

Professora, escritora e criadora do projeto Kids & Grown-ups.

Subscrever Blog via email

Indique o seu endereço de email para subscrever este site e receber notificações de novos artigos por email.

Comunidade Kids & Grown-ups

© 2018 Guida Guardado